14.1 C
Pontevedra
Mércores, 21 de Febreiro de 2024
Máis
    HomeComarcasAlén da RaiaA Fundação Bienal de Arte de Cerveira busca 'Novos Artistas' para exposição

    A Fundação Bienal de Arte de Cerveira busca ‘Novos Artistas’ para exposição

    “Novos Artistas 2021” é o nome do concurso lançado pela FBAC que procura propostas de exposições de criadores emergentes para a Galeria do Museu Bienal de Cerveira. As candidaturas encontram-se abertas até ao dia 1 de agosto de 2021.

    O Concurso ‘Novos Artistas 2021’ tem como objetivo dar oportunidade a novos criadores e consolidar a Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) como uma instituição atuante no panorama artístico (inter)nacional, através da promoção e difusão da produção artística contemporânea e da experimentação criativa. A convocatória é dirigida a artistas visuais emergentes, nacionais e estrangeiros, que tenham no máximo até 15 anos de carreira.

    O Concurso prevê a seleção de duas propostas de exposições individuais, que decorrerão de 9 de outubro a 18 de dezembro de 2021, nas duas salas da Galeria do Museu Bienal de Cerveira. Para a realização das mostras, os autores receberão uma ajuda de custo para a produção das exposições no valor de 1.626,02 € (mil seiscentos e vinte e seis euros e dois cêntimos).

    As candidaturas decorrem até ao dia 1 de agosto de 2021 (até às 23h59, hora de Lisboa), sendo que as mesmas deverão ser submetidas através de um formulário online, de acordo com as Normas do Concurso. As propostas serão sujeitas à apreciação de uma Comissão Consultiva, composta por profissionais de reconhecida competência, a qual terá em consideração: a clareza, objetividade e viabilidade da exposição, a qualidade da obra e a sua inserção no campo artístico contemporâneo.

    De referir que o ‘Concurso Novos Artistas 2021’ é promovido no âmbito da candidatura Fundação Bienal de Arte de Cerveira: a Arte Contemporânea integrada na sociedade e no mundo” (2020 – 2021 – Apoio Sustentado – Artes Visuais), que conta com o apoio da República Portuguesa – Cultura | DGARTES Direção-Geral das Artes.

    Normas do Concurso (PT | EN)

    Formulário de inscrição

    LIBROS

    Dores Tembrás, «Enxertos»

    A nostalxia é unha materia prima habitual á hora de escribir poesía, mais non fai falla chegar a tanto. Se, a cotío, esa nostalxia leva implícita certa dose de tristura morriñenta para lembrar tempos pretéritos, non sempre ten que ser así, como demostra Dores Tembrás no seu último poemario, «Enxertos». Dores mergúllase na súa propia memoria, na súa infancia na aldea e na mocidade urbanita, para poñer en práctica unha modalidade de nostalxia leda e luminosa, alonxada de tristuras e saudades

    Queridos Reis Magos…

    Nas cartas aos Reis Magos de Oriente nunca debe faltar unha boa dose de literatura, sexa cal sexa a idade do receptor. Neste andel, como facemos sempre, queremos aportar algunhas recomendacións dirixidas aos máis pequenos da casa.

    Fran Fernández Davila, «Groenlandia»

    A Fran Fernández Davila gústalle sorprender cos seus traballos literarios, descolocar ao lector para levalo por paisaxes pouco transitadas física e emocionalmente, escapar da rutina diaria e, cunha forte carga de imaxinación, argallar historias nas que a intriga e o humor acaban por se converter en personaxes convidadas da trama.