10.2 C
Pontevedra
Mércores, 8 de Decembro de 2021
Máis
    HomeComarcasAlén da RaiaOito concertos são destaque do ‘Vi(m)ver Cerveira’ 2021

    Oito concertos são destaque do ‘Vi(m)ver Cerveira’ 2021

    Perante um verão ainda atípico, devido à Covid-19, Vila Nova de Cerveira consegue readaptar-se e manter a excelência do programa ‘Vi(m)ver Cerveira’, em segurança. São oito concertos e mais quatro eventos diversificados que prometem devolver alguma normalidade à dinâmica cultural, cumprindo rigorosamente as orientações emanadas pela Direção-Geral de Saúde.

    Os concertos de verão são o grande destaque pela qualidade dos artistas e pela quantidade. A edição 2021 do ‘Cerveira Acústica’ e das ‘Noites de Fado’ apresenta quatro fins-de-semana com oito espetáculos musicais, aqueles que tiveram de ser adiados em 2020 e os do corrente ano. Em julho, o ‘Cerveira Acústica’ conta com Miguel Araújo (16), António Zambujo (17), Ana Bacalhau (23) e Pedro Abrunhosa & Comité Caviar (24), e em agosto canta-se o fado com Marco Rodrigues (6), Katia Guerreiro (7), Sara Correia (13) e Aldina Duarte (14).

    As novidades não se ficam por aqui, pois os condicionalismos epidemiológicos obrigaram à implementação de um conjunto de medidas excecionais. A mais relevante prende-se com o local dos concertos pois, de acordo com Resolução Conselho Ministros n.º 70-b/2021 para a Programação ao Ar Livre, no ponto 71, “a ocupação máxima do espaço pelos clientes, preferencialmente com lugares sentados, deve ser calculada com base na equação de 1 pessoa por 20m2”, além do uso obrigatório de máscara e do distanciamento físico. Neste sentido, foram ponderadas várias opções, nomeadamente o Auditório Municipal que ficaria condicionado a 70 lugares, os Jardins da Piscina Municipal para 110 lugares ou a Praça Alto Minho com 70 lugares.

    Após reflexão e alcançados os pareceres técnicos e de saúde pública favoráveis, o Centro Municipal de Atletismo afigurou-se como a escolha mais correta, tendo em conta a dimensão do espaço e o fato de acolher quase 1000 pessoas, além de garantir todas as condições de segurança necessárias.

    A partir do dia 1 de julho, os bilhetes estarão à venda na Loja Interativa de Turismo e na Plataforma Eurocidade Online (eurocidadecerveiratomino.eu), ou no próprio dia no local dos concertos, a 7€ o bilhete individual. Nesta vertente, também há novidades, com a venda de packs, o ‘Acústico’ e o ‘Fado’, a 20€ cada.

    O ‘Vi(m)ver Cerveira’ 2021 conta ainda com mais quatro eventos, nomeadamente o XVII Dancerveira – Festival Internacional de Dança de Vila Nova de Cerveira, de 1 a 4 de julho, no Centro Municipal de Atletismo; o inovador UMBRA – Festival Internacional de Artes e Multimédia, de 9 a 11 de julho, que, através de instalações luminosas desenvolvidas por artistas e arquitetos nacionais e internacionais, constitui-se como uma oportunidade única para conhecer espaços singulares do concelho; o ‘O Crochet sai à Rua…em Cerveira – 2021’, que de 23 de julho a 30 de dezembro, apresenta-se a rigor (como sempre) e adaptado à temática dos 700 anos, com 13 quadros/cenários minuciosamente elaborados em crochet, com episódios singulares que escrevem a história de Cerveira durante a época medieval, um dos quais a ‘Assinatura do Foral atribuído a Vila Nova de Cerveira em 1321, por Rei D. Dinis’; e o XV Festival de Bandas de Música, com cinco bandas de música convidadas, agendado para 19 de setembro.

    De salientar que Vila Nova de Cerveira está a assinalar, em 2021, os 700 Anos da Fundação, com a atribuição do foral por El Rei D. Dinis, a 1 de outubro de 1321, pelo que para dignificar tão memorável efeméride, o Município de Vila Nova de Cerveira tem uma programação condizente e representativa da identidade, sob o slogan “700 Anos a fazer História”.

    COLABORACIÓNS

    Diego Ameixeiras, «O cervo e a sombra»

    Diego Ameixeiras tennos afeitos a un tipo de escrita moi persoal e honesta, pero sempre intensa e emocionalmente arroutada. O seu novo traballo non fai máis que afondar nesta percepción e faino a través dese mundo que habita nos arrabaldes da sociedade, un escenario xa recorrente na súa narrativa.

    Treinta otoños tiene mi amor

    Último domingo del mes y cada vez más cerca de la Navidad, aunque en Vigo ya la tenemos muy presente desde hace una semana gracias a las más de diez millones de luces led que iluminan la ciudad.

    Ponteareas deportiva

    Los núcleos más importantes de población concentran el grueso de las pruebas deportivas que se celebran a lo largo del año. Es lógico, las infraestructuras para la práctica de deporte forman parte del paisaje de grandes urbes, mientras ciudades pequeñas y pueblos tienen limitado el acceso a gimnasios, pistas, pabellones y piscinas.

    Domingo Villar, «Algúns contos completos»

    Domingo Villar é un dos escritores galegos de maior sona grazas ás súas novelas policiais protagonizadas polo inspector Leo Caldas. Pero o que agora nos presenta neste volume é unha faciana moi diferente daquela á que nos ten acostumados. Nesta entrega non hai crimes, nin intriga, nin tramas reviradas, nin atisbo algún de narración policial nin de literatura negra. Trátase dun proxecto moito máis persoal e cercano, un pequeno capricho feito á medida del e do seu círculo máis íntimo.

    Colaboradores

    Alberto Aliaga Sola
    14 POSTS0 COMMENTS
    Ángel Covelo
    6 POSTS0 COMMENTS
    Bea Sanfa
    7 POSTS0 COMMENTS
    Manrique Fernández
    50 POSTS0 COMMENTS
    Paz de la Peña
    36 POSTS0 COMMENTS
    Ricardo Canosa Bastos
    14 POSTS0 COMMENTS
    Roberto Mera
    2 POSTS0 COMMENTS