14.9 C
Pontevedra
Venres, 20 de Maio de 2022
Máis
    HomeComarcasAlén da RaiaAutarquia pretende elaborar plano de ação muncipal para atração e fixação de...

    Autarquia pretende elaborar plano de ação muncipal para atração e fixação de pessoas no concelho

    Atualmente, o concelho de Vila Nova de Cerveira apresenta-se com a média de um jovem por cada dois idosos, de acordo com os dados provisórios dos Censos 2021. Este dado, complementado com as causas, consequências e possíveis soluções, foi um dos mais abordados na primeira conferência do inédito projeto municipal ‘Em Cerveira, Acontece…’, realizada na passada sexta-feira, no Auditório da Biblioteca Municipal, com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Rui Teixeira, e do Professor Doutor do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, José Cunha Machado, sob moderação do Doutor Fernando Cabodeira.

    Tendo como mote a “Demografia do Município de Vila de Cerveira – Resultados Provisórios dos Censos 2021 em Debate”, o conferencista Doutor José Cunha Machado começou por apresentar um balanço das transformações demográficas entre os Censos de 2011 e de 2021, para avançar com uma análise mais minuciosa dos dados provisórios dos Censos 2021 em Vila Nova de Cerveira. De uma forma generalizada, o concelho cerveirense perdeu 7,2% de portugueses na última década, tendo registado um aumento de quase 70% do número de pessoas estrangeiras fora da União Europeia, ou seja, um saldo natural negativo de 578 para um saldo migratório positivo de 278, nos últimos 10 anos. O estudo apresentado pelo Doutor José Cunha Machado analisou também de forma sintética as 11 freguesias que compõem o concelho, baseando-se em dois indicadores: população residente e índice de envelhecimento.

    Não obstante, a questão da juventude foi aquela que suscitou uma maior preocupação entre os presentes e, consequentemente, um debate mais incisivo, após o professor universitário ter mencionado algumas estatísticas inquietantes no que diz respeito à redução de jovens e ao índice cada vez maior de envelhecimento. Segundo o Doutor José Cunha Machado, o concelho de Vila Nova de Cerveira apresenta-se com uma média de um jovem por cada dois idosos, existindo 230 idosos por cada 100 crianças e jovens com menos de 15 anos.

    As razões de cariz natural (nascimentos e óbitos) e migratório apresentam-se como a justificação para uma grande oscilação na população cerveirense não só na última década, como nos últimos 30 anos. Por um lado, a redução da natalidade por conta do adiamento da idade para um casal decidir ter o primeiro filho e, por outro lado, a procura de melhores condições de vida noutros concelhos ou mesmo noutros países.

    Apresentado o diagnóstico demográfico de Vila Nova de Cerveira, e aberto o debate ao público presente, o Presidente da Câmara Municipal, Rui Teixeira, projetou algumas das linhas diretivas para o futuro, focando-se no problema da falta de habitação em Vila Nova de Cerveira, assim como os elevados valores praticados. Rui Teixeira recordou que “o Acordo de Colaboração com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), elaborado pelo executivo anterior e assinado, em novembro, pela Câmara Municipal, revela-se insuficiente por se basear num diagnóstico muito leve das reais necessidades de habitação social, prevendo uma intervenção em muito menos casas do que seria necessário. Queremos uma atuação mais ambiciosa, pelo que vamos efetuar a revisão do documento de forma que permita abranger situações que não estão plasmadas no trabalho de base como são as condições de habitabilidade dos bairros sociais e o arrendamento e o acesso do 1º direito pelos jovens”. Complementarmente, o autarca cerveirense apontou como possíveis soluções “a construção privada e a habitação a custos controlados, não só no preço das habitações, mas também com impacto no arredamento, sobretudo para possibilita a fixação de jovens”.

    O novo projeto municipal ‘Em Cerveira, Acontece…’ tem como essência a auscultação dos Cerveirenses sobre temáticas que lhes dizem respeito, de forma a encontrar consensos na implementação de políticas que assegurem a competitividade, a sustentabilidade e respostas sociais humanizadas, redobrando parcerias locais, regionais, nacionais e transfronteiriças.

    COLABORACIÓNS

    ¡El mago de la electrónica, ha muerto!

    El personaje de la portada, es probable que a muchos lectores no le suene, quizás algunos al ver los cachibaches que está utilizando, se puedan hacer una pequeña idea, pero los seguidores de la música electrónica clásica y el Krautrock, seguro que si lo conocen perfectamente. Estamos hablando del mago de la electrónica, uno de esos pioneros que elevaron este estilo musical y la forma de hacer música al grado de celestial. Esta semana nos ha dejado el gran e inigualable, Klaus Schulze.

    Ledicia Costas, «O neno de lume»

    Ledicia Costas ten unha imaxinación poderosa e unha rara habilidade para a construción do que poderiamos chamar «relato marabilloso», ese que mistura realidade e fantasía, no que conviven persoas do común con seres sobrenaturais dotados de habilidades especiais.

    Mamá

    Cuatro letras de una de las palabras que primero aprendemos, que más pronunciamos a lo largo de nuestra vida y que más seguridad nos transmite.

    Brillante papel do CN Ponteareas nos campionatos de España de Torremolinos

    Torremolinos, en Málaga, foi a sede do XXII campionato de España “Open” Absoluto–XXXVIII Campionato de España júnior, que se disputou en piscina de 50 metros do 9 ao 13 de abril. O evento congregaba aos principais nadadores e nadadoras nacionais e foi retransmitido en directo pola canle Teledeporte.

    Colaboradores

    Alberto Aliaga Sola
    19 POSTS0 COMMENTS
    Bea Sanfa
    12 POSTS0 COMMENTS
    Manrique Fernández
    63 POSTS0 COMMENTS
    Paz de la Peña
    40 POSTS0 COMMENTS
    Ricardo Canosa Bastos
    14 POSTS0 COMMENTS
    Roberto Mera
    4 POSTS0 COMMENTS
    Avatar
    1 POSTS0 COMMENTS